sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

EBSERH prorroga inscrições para a contratação temporária de médicos

A Ebserh , Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares,  prorrogou o período de inscrições para a contratação temporária de médicos visando o combate à pandemia de Covid-19. 

São três processos seletivos emergenciais. As inscrições podem ser realizadas via internet até as 12 horas do dia 11 de janeiro de 2021. O resultado será divulgado no dia 12 de janeiro.

O objetivo é formar cadastro reserva em  14 especialidades para 19 hospitais vinculados  Rede.

Para se inscrever, o candidato deve preencher formulário eletrônico, anexar currículo, diploma e documentação comprobatória de experiência profissional.

outras informações no site ebserh.gov.br


Datas do Enem devem ser mantidas, diz Inep

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, disse que o cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deve ser mantido e que as provas não serão adiadas por causa da pandemia do novo coronavírus.

“Nós nos preparamos para fazer uma prova em ambiente de pandemia”, afirmou Lopes. “Temos a segurança [de] que a prova deve ser feita e que as condições de aplicação são adequadas, são as que precisam ser tomadas.” Ele ainda explicou que foram adotadas as medidas necessárias para a aplicação das provas. 

Ele destacou o papel do Enem para o acesso de estudantes ao ensino superior e a estrutura de organização do Inep, que considera capaz de oferecer um ambiente seguro de aplicação do teste. “Há universidades que estão usando exclusivamente a nota do Enem como meio de acesso ao ensino superior, e isso é importante porque, em vez de o aluno sair de casa para fazer várias provas, ele sai para fazer o Enem. Dada a nossa capacidade de organização e o tamanho do Enem –  são 5,8 milhões de pessoas inscritas este ano –, temos condições de oferecer um ambiente seguro de prova que, eventualmente, uma faculdade menor não conseguiria”, enfatizou. 

O número de casos e de mortes por covid-19 vem aumentando no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, ontem (6) foram notificadas 1.242 novas mortes. Foi o maior número diário desde 25 de agosto, quando foram registrados 1.271 óbitos. Ainda há 2.552 mortes em investigação. Até o momento, o Brasil contabiliza 198,9 mil mortes e 7,87 milhões de casos. 

Nesse cenário, nas redes sociais, ganhou força o movimento #AdiaEnem, compartilhado por professores, estudantes, parlamentares e outros apoiadores. “#AdiaEnem é defender a vida das pessoas. O Brasil está se aproximando das 200 mil mortes pelo novo coronavírus. Não se pode brincar com a vida dos estudantes e de seus familiares”, diz, em publicação no Twitter, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes).

O exame, que estava inicialmente agendado para outubro e novembro do ano passado, foi adiado após uma série de protestos virtuais.

O Inep anunciou, então, diversas medidas para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, aumentando a quantidade de locais de prova e reduzindo o número de estudantes por sala, para garantir o distanciamento entre os participantes. Durante todo o tempo de realização da prova, os candidatos estarão obrigados a usar máscaras de proteção da forma correta, tapando o nariz e a boca, sob pena de serem eliminados do exame. Além disso, o álcool em gel estará disponível em todos os locais de aplicação.

Além disso, quem for diagnosticado com covid-19, ou apresentar sintomas desta ou de outras doenças infectocontagiosas até a data do exame, não deverá comparecer ao local de prova e sim entrar em contato com o Inep pela Página do Participante, ou pelo telefone 0800-616161, e terá direito a fazer a prova na data de reaplicação do Enem, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

O Enem 2020 será aplicado na versão impressa nos dias 17 e 24 de janeiro e, na versão digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.



     



 

Gás de cozinha pode chegar aos R$ 90 no RN

Com o décimo aumento consecutivo, o preço do botijão de gás de cozinha (GLP) de 13 kg poderá chegar aos R$ 90 em algumas cidades no Rio Grande do Norte. Isso se deve ao reajuste de 6% para as distribuidoras, aplicado pela Petrobras a partir desta quinta-feira (7). 

Somado a isso, o presidente do Sindicato dos Revendedores Autorizados de Gás Liquefeito de Petróleo (Singás-RN), Francisco Correia, disse que houve um acréscimo no Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), que é utilizado como base de cálculo do ICMS.

Esses dois gatilhos devem elevar em até R$ 6 o preço atual do botijão de gás para o consumidor final. “No dia 1º tivemos, mais ou menos, R$ 1 de PMPF e agora fomos comunicados sobre o reajuste de 6% da Petrobras, que equivale a cerca de R$ 4. Somando os dois temos um aumento que varia de R$ 5 a R$ 6. O valor final vai variar entre R$ 85 e R$ 90, dependendo da cidade”, explicou Francisco Correia.

Ele prevê que, na medida em que os revendedores forem renovando os estoques, o preço será atualizado e isso deve acontecer em sua totalidade até o próximo domingo (10). Segurar os preços para o consumidor final é algo considerado impossível pelo Singás/RN. “É o décimo aumento consecutivo. Não temos como segurar o preço. Se somar os dez reajustes, dá 57% de aumento e não tem como não repassar para o consumidor final”, reforçou.

Leia matéria completa na Tribuna do Norte.


quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

WhatsApp avisa que irá compartilhar dados dos usuários com o Facebook

O WhatsApp começou a enviar nesta quarta-feira (6) uma notificação sobre mudanças em sua política de privacidade. A novidade garante o compartilhamento de dados com o Facebook, dono do app de mensagens, e está relacionada com funções como o carrinho de compras em conversas com lojas, anunciado em dezembro passado.

O aceite é obrigatório e os usuários não possuem opção de não compartilhar seus dados pessoais. “Ao tocar em aceito, você concorda com os novos termos e com a política de privacidade, que entram em vigor em 8 de fevereiro de 2021”, diz a notificação.

“Depois dessa data, você precisará aceitar as atualizações para continuar usando o WhatsApp. Você também pode visitar a Central de Ajuda se preferir apagar a sua conta e desejar obter mais informações“, continua o aplicativo. A última vez que o app fez uma grande mudança de política de privacidade foi em 2016, mas as pessoas podiam negar o compartilhamento de dados com o Facebook.


Estão abertas as inscrições para alistamento militar obrigatório

Desde o início do ano está aberto o prazo de inscrição para o alistamento militar obrigatório para os jovens brasileiros do sexo masculino que completam 18 anos durante o ano de 2021. 

O prazo iniciou em 1º de janeiro e vai até 30 de junho. A prestação de serviço militar tem duração de 12 meses. As inscrições online podem ser feitas pelo site www.alistamento.eb.mil.br.https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1398030&o=nodehttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1398030&o=node

Para a inscrição online é necessário ter em mãos os seguintes documentos: CPF, carteira de identidade, comprovante de endereço com CEP, endereço de e-mail e telefone. 

Após preencher o formulário, o candidato pode acompanhar os próximos passos no mesmo site. O acesso é feito com o número do CPF e a senha criada no momento do cadastro.

Para quem não tem acesso à internet, a inscrição deve ser feita em uma Junta do Serviço Militar (JMS), mais próxima da sua residência. Nesse caso, o jovem deve apresentar certidão de nascimento ou prova equivalente e comprovante de residência ou declaração firmada por ele.


Abono salarial tem reajuste por causa do novo salário mínimo

O valor do abono salarial PIS-Pasep 2020-2021 foi atualizado devido ao reajuste do salário mínimo, que passou de R$ 1.045 para R$ 1.100 a partir de 1º de janeiro. 

O calendário de recebimento leva em consideração o mês de nascimento, para trabalhadores da iniciativa privada, e o número final da inscrição, para servidores públicos.

O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado e é pago na Caixa Econômica Federal. O Pasep é pago para servidores públicos por meio do Banco do Brasil.

Com o reajuste do salário mínimo, o valor do abono salarial passou a variar de R$ 92 a R$ 1.100, de acordo com a quantidade de meses trabalhados durante o ano-base 2019.

Só receberá o valor total quem trabalhou os 12 meses de 2019. Quem nasceu nos meses de julho a dezembro ou tem número final de inscrição entre 0 e 4 teve o direito de sacar o benefício ainda no ano de 2020.


Concurso Polícia Federal 2021: Edital sai na segunda quinzena de janeiro

A expectativa de abertura do edital de concurso público da Polícia Federal (Concurso PF 2021) só aumenta. Acontece que a corporação confirmou que o documento de abertura do certame será divulgado na segunda quinzena de janeiro. A situação é semelhante com o edital da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que confirmou o concurso dentro do mesmo prazo estipulado pela PF.

Lembrando que o concurso da PF já está em fase bastante avançada, uma vez que o contrato com a banca organizadora, o Cebraspe, já foi assinado. Isso viabilizaria, inclusive, a PF divulgar o seu edital antes mesmo do prazo previsto. Por meio de redes sociais, a corporação reforça a ideia de aplicar as provas em março. As inscrições, assim, devem ser recebidas em fevereiro.

A Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal receberam, do Ministério da Economia, a informação de que os provimentos dos cargos só poderão acontecer a partir de setembro de 2021. Sendo assim, a corporação deve ter todas as etapas que antecedem o curso de formação realizadas até este período.

Andamento do concurso

A Polícia Federal finaliza, no momento, os preparativos de abertura do seu novo edital de concurso público (Concurso PF 2021). Foi divulgado no Diário Oficial da União, edição do dia 31 de dezembro, a informação de contratação do Cebraspe para organizadora.

Agora, com a assinatura de contrato entre as partes, o edital do concurso já pode sair. A vigência da contratação com a banca será até dezembro de 2022, período em que o concurso deverá ser homologado e todas as turmas já estarão em formação.

A Polícia Federal teve seu edital de concurso público (Concurso PF) autorizado no Diário Oficial da União com 1.500 vagas. No entanto, a corporação projeta 2 mil provimentos até 2022.

O cronograma oficial do concurso da PF ainda não foi definido. No entanto, a expectativa é que as provas sejam aplicadas nos primeiros meses do ano ou até junho, uma vez que a corporação trabalha para aplicar as provas ainda no primeiro semestre.

Mas, como deseja contar com os primeiros 1.500 policiais até dezembro, a corporação solicitou a redução do prazo entre edital e provas. A corporação almeja que as provas sejam aplicadas já no mês de março.


Ceres inscreve para seleção 2021 do Mestrado em História dos Sertões

Para o Processo Seletivo 2021 estão sendo ofertadas 20 vagas, sendo 14 para demanda de ampla concorrência; duas destinadas para capacitação interna de servidores efetivos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte UFRN e quatro para a política de ações afirmativas. Em se tratando das ações afirmativas, duas vagas serão destinadas ao atendimento de pessoas negras (pretas e pardas) ou indígenas ou quilombolas (PNIQ) e duas serão destinadas a pessoas com deficiência (PcD).

As informações e inscrições podem ser acessadas a partir do site do Mestrado em História dos Sertões, clicando-se no menu Processos Seletivos.  As inscrições podem ser feitas até o dia 18 de janeiro, e tanto a inscrição quanto as etapas do Processo Seletivo ocorrerão na modalidade remota.

A coordenação do Mestrado também disponibilizou em arquivo único, compactado, para download, todos os textos listados no Apêndice H – Referências indicadas para a Defesa do Projeto de Pesquisa e demonstração de conhecimento na área de História dos Sertões.


Fiocruz vai pagar R$ 59,4 milhões por vacinas de Oxford/AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) prevê pagar R$ 59,4 milhões pela importação de 2 milhões de doses prontas da vacina desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. O imunizante deverá ser trazido da Índia, onde é produzido pelo Instituto Serum – um dos centros capacitados pela AstraZeneca para a produção da vacina.

Segundo a fundação, cada dose comprada do Instituto Serum irá custar US$ 5,25, que é o valor da vacina pronta. O valor por unidade é o mesmo que o Serum prevê disponibilizar a vacina no mercado. A Fiocruz acrescentou que os R$ 59,4 milhões também deverão cobrir operação, armazenagem e transporte dos imunizantes – por isso há uma diferença entre o valor pago por cada vacina e o total desembolsado pela fundação para adquirir os itens.


UFRN disponibiliza ultrafreezers para armazenar vacinas contra covid-19


Como parte das ações de enfrentamento à pandemia da covid-19, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) colocou ultrafreezers à disposição da Secretaria de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Norte (Sesap). Dessa forma, os equipamentos da instituição de ensino poderão ser utilizados para auxiliar a logística do Plano de Vacinação Contra a Covid-19.

A UFRN realizou um levantamento sobre a disponibilidade dos equipamentos que são utilizados nos laboratórios da instituição para a realização de pesquisas científicas – conservação de material genético armazenados a baixíssimas temperaturas, por exemplo. Nessa perspectiva, como parte das ações que vêm sendo desenvolvidas pela UFRN no enfrentamento à pandemia, a Universidade disponibilizará o uso de sete ultrafreezers localizados nos campi de Natal e Caicó.

Ainda conforme foi informado à Sesap, a UFRN se coloca à disposição para planejar o compartilhamento dos equipamentos, que estão na Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM), no Centro de Ciências da Saúde (CCS), no Centro de Biociências (CB) e no Centro de Tecnologia (CT).


Sesap capacita pesquisadores responsáveis pelo mapeamento da Covid-19 no RN

Com o objetivo de garantir a segurança e eficiência na implementação do Inquérito Sorológico que vai mapear o comportamento da Covid-19 no RN, com início nesta sexta-feira (08), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) realizou um treinamento direcionado a 64 pesquisadores e profissionais de saúde que visitarão as residências dos potiguares em oito municípios que sediam as regionais de saúde no Estado: Pau dos Ferros, Mossoró, Assu, Natal, João Câmara, São José do Mipibu, Santa Cruz e Caicó.

Os pesquisadores também aproveitarão as visitas para orientar a população quanto a medidas de prevenção contra a Covid-19, como o distanciamento social e uso de máscaras. 

A pesquisa acontece em três etapas com intervalo de uma semana entre elas, sendo 2.300 domicílios aproximadamente em cada etapa. A meta é elaborar 24 mil entrevistas e exames.


sábado, 2 de janeiro de 2021

Exames podem não reconhecer anticorpos de variantes da Covid-19, diz médico

Uma mutação do novo coronavírus que foi encontrada, primeiro, no Reino Unido, já atingiu 31 países. Esta cepa, como é chamada a variante do SARS-CoV-2, vírus causador da Covid-19, tem uma taxa de transmissão mais alta, no entanto, não há indícios de que ela provoque sintomas mais graves.

O médico e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Alberto Chababo, conversou com a CNN sobre os perigos da mutação do vírus e como os laboratórios que detectam a Covid-19 devem desenvolver sua tecnologia a fim de evitar falsos negativos.

De acordo com ele, alguns exames podem não reconhecer os anticorpos destas cepas variantes. E, por isso, resultam em falsos negativos. “Ainda estão sendo testados os vários métodos de diagnóstico para ver se tem algum impacto, principalmente em relação à sorologia, na falha de detecção dessa nova cepa”. 

Por isso, é provável que pessoas infectadas pela nova variante façam o PCR e o resultado seja falso negativo. Segundo o médico, os laboratórios têm que se adaptar e não usar apenas um único alvo na detecção. 

“No PCR, a recomendação, inclusive que a Anvisa soltou agora, é realizar sempre a busca por pelo menos dois ou três alvos, porque se você falhar no alvo S, que é o da mutação, você ainda vai ter os outros dois alvos para fazer a identificação da presença do coronavírus ali e reduzir o risco de um falso negativo no PCR”.

Alberto Chababo diz que a cepa tem a capacidade de causar a doença da mesma forma do que as cepas anteriores. No entanto, o que preocupa é a alta taxa de transmissão desta mutação. 

“Ela consegue causar surtos com um número muito maior de pessoas infectadas. Como em torno de 20% das pessoas infectadas vão evoluir para um quadro que necessite de internação hospitalar e em torno de 5% evoluem para um quadro grave, que precisa de ventilação mecânica e Unidade de Terapia Intensiva, esse aumento do número de casos leva a um aumento dos casos graves e um aumento da mortalidade relacionado à estes casos graves. Esta é a preocupação”, conclui. 


RN registra duas mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas


 Após iniciar o primeiro dia do ano sem notificações de novos óbitos pela covid-19, o Rio Grande do Norte volta a registrar mortes pela doença. Nas últimas 24 horas, duas pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus, nas cidades de Mossoró e Pedro Velho, elevando para 2.995 o número de falecimentos. 

Os dados epidemiológicos foram atualizados, neste sábado (2), pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Há ainda outras 474 mortes em investigação para constatar se a causa tem relação ou não com o novo coronavírus. Até o momento, 717 óbitos já foram descartados desde o início da pandemia. 

O número de pessoas infectadas pelo vírus também registrou um aumento. Em relação ao dia anterior, o estado potiguar notificou 338 novos casos confirmados para a covid-19. Ao todo, o RN contabiliza 118.691 confirmações desde o início da contagem. Seguem como suspeitos o quantitativo de 58.509 casos e outros 276.319 já foram descartados. 

Sobre a situação dos leitos, o estado potiguar inicia o ano de 2021 com a taxa de ocupação geral dos leitos críticos superior a 65%. Segundo o RegulaRN, plataforma que monitora a ocupação dos leitos no território potiguar, esse percentual está, no momento, em 65,7%. Especificando por região, esse índice se apresenta da seguinte forma: metropolitana (59%), oeste (74,7%) e seridó (68,6%). 

Ainda de acordo com o RegulaRN, esse cenário de ocupação representa há um total de 291 pessoas internadas com a covid-19 no Rio Grande do Norte, sendo 155 em leitos críticos e 136 em leitos clínicos. 



INSS confirma aumento de 25% da aposentadoria em 2021; veja quem pode

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou um aumento em 25% o valor da aposentadoria de alguns beneficiários. No entanto, a alteração é aplicável apenas em alguns casos de aposentados por invalidez. A mudança se trata do auxílio-acompanhante.

O adicional foi criado com o objetivo de complementar a aposentadoria dos beneficiários. O aumento equivale a um valor para cobrir o auxílio para atividades diárias.

Os aposentados que recebem o benefício, devem ser inaptos de realizarem atividades laborativas. Dessa forma, com a necessidade de um acompanhante, o responsável pela ajuda pode ser uma pessoa da família e não precisa ser necessariamente um enfermeiro ou contratado.

Como solicitar o aumento

O benefício já é concedido junto ao processo da aposentadoria. Porém, as pessoas que já estão aposentadas por invalidez e não receberam o auxílio, poderão solicitar pelo aplicativo Meu INSS ou pelo telefone 135.

O INSS ressalta a necessidade de alguns documentos para realizar o pedido, sendo eles: CPF e documento de identificação com foto do solicitante e do representante, ou procurador; Termo de representação legal ou procuração; e documentos médicos que comprovem que o segurado seja dependente de terceiro.


Anvisa pede atenção a exames que podem não diagnosticar variante de Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma nota técnica nesta sexta-feira (1º) para alertar os laboratórios sobre os exames usados no diagnóstico da Covid-19, já que, a depender de como são aplicados, podem não identificar a nova variação do vírus que foi localizada recentemente em vários países, incluindo o Brasil.

“A variante VUI 202012/01 identificada em diferentes países apresenta mutação que afeta o

gene S, utilizado como alvo em diferentes ensaios diagnósticos, o que pode levar a incapacidade de detecção do vírus se este for o único alvo ou referência do modelo diagnóstico”, diz a nota divulgada pela agência.

De acordo com a Anvisa, os exames disponíveis no Brasil são capazes de reconhecer diferentes variantes do novo coronavírus, incluindo esta recentemente identificada. A recomendação da agência é para que os laboratórios estejam atentos às instruções de aplicação para que a possibilidade de diagnóstico seja ampliada ao máximo.

“Ressaltamos que no Brasil existem diversos produtos regularizados, seguros e eficazes para fins de diagnóstico do Covid-19, mesmo para esta cepa variante”, complementa a nota. “Os laboratórios devem estar atentos às informações das instruções de uso e adotar medidas que favorecem o diagnóstico, como a utilização de produtos voltados a diferentes alvos virais.”

Não há indicações de que a nova família da SARS-Cov-2 seja mais letal ou que leve a quadros mais graves que a original, mas ela é mais transmissível, o que pode acelerar ainda mais as infecções.

Ainda de acordo com a Anvisa, não há indícios também de que a resposta de anticorpos dos pacientes, bem como a eficiência da vacina, possa ser diferente para ela.

A variante foi identificada pela primeira vez em setembro, na Inglaterra, e já foi registrada em ao menos outros 31 países desde então.

No Brasil, ele foi reportado pela primeira nesta quinta-feira (31), após análises de dois pacientes feitas pelo laboratório particular Dasa e pelo Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IMT-FMUSP).

*CNN Brasil