domingo, 18 de julho de 2021

Auxílio emergencial incluirá mais de 30 mil beneficiários após nova análise

Mais de 30 mil novos beneficiários serão incluídos nos pagamentos do auxílio emergencial a partir deste sábado, 17. O Ministério da Cidadania concluiu a análise dos pedidos feitos por esses cidadãos, que receberão todas as parcelas pagas até agora de uma só vez.

Os aprovados nesse lote solicitaram uma nova avaliação e ficou constatado pelo governo que eles têm direito aos pagamentos. Confira os valores do benefício:

18.675 cidadãos receberão R$ 150 (pessoas que moram sozinhas);

6.376 cidadãos receberão R$ 250 (famílias de duas ou mais pessoas); e

5.339 cidadãs receberão R$ 375 (mulheres chefes de família).

Para que não foi aprovado, ainda é possível contestar a decisão pelo site consultaauxilio.cidadania.gov.br. Contudo, quem já solicitou a reavaliação não pode mais repetir o pedido.

Calendário de pagamentos para os novos aprovados

Nascidos em janeiro: 17 de julho;

Nascidos em fevereiro: 18 de julho;

Nascidos em março: 20 de julho;

Nascidos em abril: 21 de julho;

Nascidos em maio: 22 de julho;

Nascidos em junho: 23 de julho;

Nascidos em julho: 24 de julho;

Nascidos em agosto: 25 de julho;

Nascidos em setembro: 27 de julho;

Nascidos em outubro: 28 de julho

Nascidos em novembro: 29 de julho;

Nascidos em dezembro: 30 de julho.

 

sábado, 17 de julho de 2021

Bolão de motocross no Povoado Ermo


 Dia 08 de agosto será realizado um bolão de motocross no povoado Ermo município de carnaúba dos Dantas/RN.

As inscrições serão 50 reais e serão disputadas as categorias.

Iniciantes

MXF

Trilheiros

CG pro

150 a160

200 a 250

Mac pro

Mais informaões: (98)111-8151

sexta-feira, 16 de julho de 2021

Nordeste autossuficiente: “Geração recorde de energia eólica é marco para a região e o RN”, diz presidente da FIERN

A produção brasileira de energia eólica, liderada pela região Nordeste e especialmente pelo Rio Grande do Norte, alcançou sucessivos recordes esta semana e levou a fonte a superar em mais de 100% as necessidades de energia elétrica registradas no mercado nordestino.

O marco ocorreu em meio às graves crises hídrica e energética que o país enfrenta e foi comemorado pelo presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo.

Um marco

“É, sem dúvida, um marco para a região, que também será fixado na história do Rio Grande do Norte, o estado brasileiro que mais produz energia dos ventos”, disse Sales, também presidente do Conselho Regional do SENAI RN, que abarca o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) e o Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), referências do SENAI no Brasil para formação profissional do setor e nas áreas de pesquisa, desenvolvimento e inovação em energia eólica, solar e sustentabilidade.

“O Nordeste”, reforça ele, “se tornou independente de produção de energia em meio a esses resultados, com toda a energia consumida sendo gerada a partir de fontes renováveis” – o que evidencia a imagem da região “como solução para o Brasil”.

“Isso mostra um grande diferencial que não tínhamos para atrair novas indústrias e como maior produtor nacional de energias renováveis, o Rio Grande do Norte tem que trazer na essência essa energia para o seu desenvolvimento”, acrescentou ele.

“No passado isso aconteceu com o petróleo e o gás, que não saíram de cena, mas hoje são as energias eólica e solar que viram protagonistas”.

Liderança

O ex-secretário de Energia do Rio Grande do Norte e, atualmente, senador da República, Jean-Paul Prates, também comemorou, nas redes sociais, o que chamou de “Nordeste 100% movido pelos ventos”.

Em um post publicado no Instagram, ele relembrou que quando elaborou o primeiro Plano Estadual de Energia para o estado, em 2001, incluiu a energia eólica como fonte e que, já naquela ocasião, projetou que ela não demoraria a alcançar a viabilidade técnica e econômica que traria investimentos, empregos e renda local para o estado.

“Hoje somos líderes nacionais em geração de energia eólica, e ontem (segunda-feira), às 09:28 da manhã, os ventos foram responsáveis por atender 100% da demanda energética de todo o Nordeste. Sou feliz por fazer parte desta história”, observou ele.

Picos

Monitoramentos diários realizados pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam “uma sequência inédita” para os números de geração eólica desde a última quinta-feira, 8 de julho, com os resultados alcançados nesta semana levando a fonte a atender a mais de 100% da demanda no Nordeste.

Os últimos picos de geração, de acordo com o balanço mais recente, publicado em 13 de julho, foram registrados às 9h28 de segunda-feira (12) – com 11.715 Megawatts (MW), montante suficiente para abastecer a 106,8% de toda a região no minuto em que foi atingida – e às 21h38 do mesmo dia, alcançando 12.717 MW, ou 105,1% da demanda nordestina por eletricidade no período.

Dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) mostram que o Brasil tem hoje 19,1 Gigawatts (GW) de capacidade eólica instalada, distribuída entre 726 parques eólicos, 80% deles em território nordestino.

A entidade também tem registrado os recordes mais recentes de geração acompanhados pelo ONS, e nesta quarta-feira, perguntou aos seguidores nas redes sociais: “Você sabia que a energia eólica já abastece 98,8% da demanda de energia do Nordeste durante todo um dia?”

Hoje, a energia eólica representa 10,7% na matriz elétrica brasileira, destacando-se como segunda principal fonte, atrás das hidrelétricas. A expectativa é que o setor chegue ao final de 2025 com uma fatia de 13,2%. Essa participação, entretanto, chega a superar esse patamar no período de julho a novembro, quando o país registra a chamada “Safra dos ventos”.

 

Ministro das Comunicação diz que TCU analisará edital do 5G em agosto

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, anunciou que o Tribunal de Contas da União (TCU) marcou para 18 de agosto a análise do edital do 5G. Segundo o ministro, após a deliberação do tribunal, em até cinco dias, o edital será encaminhado para publicação pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Faria também disse que as empresas de telecomunicações devem colocar a tecnologia em funcionamento em julho de 2022.

“As próprias empresas de Telecom têm nos garantido que as obrigações do edital, que é colocar nas 27 capitais até julho do ano que vem está mantida. Inclusive, podemos ter até o final deste ano, algumas capitais com 5G funcionando, de acordo com o feedback que eu recebi das empresas”, disse.

O ministro disse que foi informado sobre o agendamento da data pelo relator do processo no TCU, ministro Raimundo Carreiro, e pela presidente, ministra Ana Arraes.

 

Caixa e Whatsapp fecham parceria para envio de mensagens sobre auxílio

Nos próximos dias, os beneficiários do auxílio emergencial passarão a receber de graça as informações sobre datas de depósito, de pagamento e de saque no celular. A Caixa Econômica Federal e o Whatsapp fecharam parceria, inédita no mundo, para o envio de mensagens sobre o benefício.

Uma conta oficial e verificada da Caixa passará a enviar as informações sobre o auxílio emergencial. Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, cerca de 500 milhões de mensagens gratuitas deverão ser enviadas durante o pagamento das parcelas restantes do benefício.

Receberão os avisos os clientes do auxílio emergencial com celular cadastrado no aplicativo Caixa Tem. O usuário poderá habilitar ou desabilitar o recebimento dos avisos. Serão enviadas mensagens sobre o calendário de crédito na conta poupança digital, o calendário de pagamento ou de saque em dinheiro e demais informações e comunicados.

Segundo Guimarães, o uso do Whatsapp para enviar avisos é importante para garantir o acesso à informação a beneficiários muitas vezes sem acesso à internet. Essas pessoas, destacou o presidente da Caixa, não têm condições de entrar no site para tirarem dúvidas e fazerem consultas.

“Muitas das pessoas que vão receber essas mensagens de graça são pessoas mais humildes, que não teriam condições normalmente [de receber os avisos]. A parceria vem de ter o Whatsapp, que é o maior programa de comunicação por celular do mundo e a Caixa, um banco com 146 milhões de contas ativas”, explicou Guimarães.

A parceria foi anunciada em transmissão ao vivo na internet na presença do diretor de Políticas Públicas para o Whatsapp no Facebook Brasil, Dario Durigan. Segundo ele, o aplicativo está à disposição para colaborar com o banco no envio das informações gratuitas. “Num momento tão delicado como esse, é importante que os usuários evitem aglomerações e estejam bem informados sobre o auxílio”, destacou.

Durigan ressaltou que as mensagens serão enviadas de uma conta oficial da Caixa, verificada no Whatsapp, e pediu que os usuários fiquem atentos para evitarem cair em golpes. “Não haverá pedido de senha nem de dados pessoais. Apenas informações sobre o auxílio serão enviadas”, disse o diretor do aplicativo.

Nos próximos dias, os beneficiários do auxílio emergencial passarão a receber de graça as informações sobre datas de depósito, de pagamento e de saque no celular. A Caixa Econômica Federal e o Whatsapp fecharam parceria, inédita no mundo, para o envio de mensagens sobre o benefício.

Uma conta oficial e verificada da Caixa passará a enviar as informações sobre o auxílio emergencial. Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, cerca de 500 milhões de mensagens gratuitas deverão ser enviadas durante o pagamento das parcelas restantes do benefício.

Receberão os avisos os clientes do auxílio emergencial com celular cadastrado no aplicativo Caixa Tem. O usuário poderá habilitar ou desabilitar o recebimento dos avisos. Serão enviadas mensagens sobre o calendário de crédito na conta poupança digital, o calendário de pagamento ou de saque em dinheiro e demais informações e comunicados.

Segundo Guimarães, o uso do Whatsapp para enviar avisos é importante para garantir o acesso à informação a beneficiários muitas vezes sem acesso à internet. Essas pessoas, destacou o presidente da Caixa, não têm condições de entrar no site para tirarem dúvidas e fazerem consultas.

“Muitas das pessoas que vão receber essas mensagens de graça são pessoas mais humildes, que não teriam condições normalmente [de receber os avisos]. A parceria vem de ter o Whatsapp, que é o maior programa de comunicação por celular do mundo e a Caixa, um banco com 146 milhões de contas ativas”, explicou Guimarães.

A parceria foi anunciada em transmissão ao vivo na internet na presença do diretor de Políticas Públicas para o Whatsapp no Facebook Brasil, Dario Durigan. Segundo ele, o aplicativo está à disposição para colaborar com o banco no envio das informações gratuitas. “Num momento tão delicado como esse, é importante que os usuários evitem aglomerações e estejam bem informados sobre o auxílio”, destacou.

Durigan ressaltou que as mensagens serão enviadas de uma conta oficial da Caixa, verificada no Whatsapp, e pediu que os usuários fiquem atentos para evitarem cair em golpes. “Não haverá pedido de senha nem de dados pessoais. Apenas informações sobre o auxílio serão enviadas”, disse o diretor do aplicativo.

 

Lei obriga operadoras a garantirem pelo menos 80% da velocidade de internet contratada

As prestadoras de Serviço de Comunicação Multimídia que atuam no Rio Grande do Norte deverão garantir a partir de agora uma velocidade média de conexão à internet banda larga ou móvel, tanto no download quanto no upload, de, no mínimo, 80% da velocidade contratada pelo assinante. 

Uma lei neste sentido de autoria do deputado e presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB) foi sancionada pela governadora Fátima Bezerra (PT) e publicada no Diário Oficial do Estado esta semana. Há a possibilidade de aplicação de multa em caso de descumprimento.

“Infelizmente, é prática comum no mercado que os provedores anunciem uma velocidade de conexão grande, mas, quando o serviço é contratado, constata-se que o serviço fornecido é muito inferior ao acordado e, até mesmo, ao valor mínimo estipulado pela ANATEL. Em tais casos, a prestadora acaba se justificando com o fato de que o contrato trata da velocidade máxima, e não média, e assim o problema permanece sem nenhuma solução devido a ausência de penalidades objetivas, problema agora solucionado”, disse Ezequiel Ferreira.

Segundo a nova legislação, a velocidade média de conexão de internet será obtida através da média aritmética simples dos resultados das medições de velocidade instantânea, realizadas durante um mês. 

Na hipótese da velocidade média de conexão à internet estar abaixo de 80% da velocidade contratada pelo assinante, a prestadora contratada deverá realizar o abatimento automático referente ao valor proporcional do serviço não prestado, acrescido de multa no valor do 10% do total da fatura, já no mês seguinte, observado o período da reivindicação e ocorrência do dano ao consumidor.

 

terça-feira, 13 de julho de 2021

INSS cria serviço para demandas não resolvidas remotamente

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) criou um novo serviço de atendimento especializado que possibilita agendamentos para atendimento presencial em casos de “demandas que não podem ser resolvidas pelos canais remotos”. A portaria nº 908, que prevê o serviço, foi publicada no Diário Oficial da União.

De acordo com o instituto, o agendamento será liberado a partir da próxima quinta-feira (15), de forma a permitir que “muitas pessoas, que não estavam conseguindo atendimento presencial por conta da pandemia, sejam atendidas numa agência do INSS, com horário marcado e toda a segurança”.

O agendamento do serviço deve ser feito via telefone 135. Por meio da ligação, o atendente analisará a solicitação e fará o andamento caso a situação se enquadre nos casos listados na portaria. O agendamento poder ser feito também nas agências.

Serviços

O agendamento para os atendimentos abrange serviços como os de contestação de Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP) – metodologia pela qual se identifica quais doenças e acidentes estão relacionados com a prática de uma determinada atividade profissional. 

Também se enquadram nos casos previstos pela portaria os atendimentos solicitados por portadores de necessidades especiais (maiores de 80 anos de idade, deficiência auditiva ou visual); de órgãos mantenedores inválidos que, por isso, impossibilitam a solicitação de serviços; consultas à consignação administrativa; pensão especial vitalícia da pessoa portadora da Síndrome da Talidomida; pensão mensal vitalícia do seringueiro e de seus dependentes; e pensão especial das vítimas de hemodiálise de Caruaru (PE).

A lista contempla beneficiários cujos requerimentos foram concluídos “sem atendimento ao solicitado, relacionado a falha operacional não vinculada à análise do direito”; casos de solicitação de retificação da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT); em casos de parcelamento ou impugnação à cobrança administrativa do monitoramento operacional de benefícios presencial (MOB Presencial); nos casos em que seja necessária a ciência do cidadão sobre a necessidade de inscrição no CadÚnico (registro do governo federal sobre as famílias de baixa renda, por meio do qual o cidadão pode participar de programas sociais); e demais casos em que haja “impossibilidade de informação ou de conclusão da solicitação pelos canais remotos”.

 

Enem 2021 encerra inscrições nesta quarta-feira (14)

Termina na próxima quarta-feira (14) o prazo para inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. Os interessados em participar do certame, isentos ou não, devem acessar o site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para fazê-lo, na Página do Participante.

A taxa de inscrição para os não isentos é de R$ 85. O pagamento deve ser feito por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança).

Provas

As provas do Enem 2021 serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, tanto a versão digital quanto a impressa. As duas versões também terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação.

Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. Já a redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel. Os participantes receberão folhas de rascunho nos dois dias.

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, e ciências humanas e suas tecnologias, além da redação. A aplicação regular terá cinco horas e 30 minutos de duração.

No segundo dia, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. Nesse caso, a aplicação regular terá cinco horas de duração.

 

Inscrições para o Prouni começam nesta terça-feira; confira detalhes

Começam nesta terça-feira (13) e vão até sexta-feira (16) as inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni), do Ministério da Educação.

O programa oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

O resultado da primeira chamada está previsto para o dia 20 de julho.

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Somente poderá se inscrever no Prouni o estudante brasileiro que não possua diploma de curso superior e que tenha participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de média das notas. Além disso, o estudante não pode ter tirado zero na redação.

As modalidades de participação são para os estudantes que tenham cursado todo o ensino médio na rede pública, ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola; estudantes com deficiência, neste caso, não é necessário ter cursado todo ensino médio na rede pública ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola e, por fim, professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

O candidato a bolsas do Prouni não precisa fazer vestibular nem estar matriculado na instituição na qual pretende se inscrever. Entretanto, é permitido às instituições participantes do programa submeter os pré-selecionados a processo seletivo específico, isento de cobrança de taxa. Essa informação será dada ao candidato no momento da inscrição.

O processo seletivo do Prouni tem uma única etapa de inscrição. A inscrição, gratuita, é feita exclusivamente pela internet, na página do Prouni. O candidato pode escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil. O candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, preto ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Encerrado o prazo de inscrição, o sistema do Prouni classifica os estudantes de acordo com as opções e as notas obtidas no Enem. Os estudantes são pré-selecionados em apenas uma das opções de curso, observada a ordem escolhida no momento da inscrição e o limite de bolsas disponíveis.

Serão realizadas duas chamadas. A cada chamada, os candidatos pré-selecionados têm um prazo para comparecer à instituição de ensino e apresentar os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição. Para certificar-se da veracidade das informações prestadas, a instituição pode pedir ao estudante outros documentos que julgar necessários.

É permitida às instituições a realização de processo seletivo próprio dos pré-selecionados pelo Prouni. Essa informação é dada ao candidato no momento da inscrição. Nesses casos, as instituições que optarem por processo próprio de seleção devem explicar formalmente aos estudantes, no prazo máximo de 24 horas da divulgação dos resultados das chamadas, a natureza e os critérios de aprovação, os quais não podem ser mais rigorosos do que aqueles aplicados aos pré-selecionados em seus processos seletivos regulares. É vedada a cobrança de taxas para realização do processo seletivo próprio.

Ao final das duas chamadas, o candidato pode manifestar interesse em participar da lista de espera do Prouni. As bolsas eventualmente não preenchidas nas duas chamadas serão ocupadas pelos estudantes participantes da lista de espera que comprovarem as informações prestadas na ficha de inscrição.

 

domingo, 11 de julho de 2021

Proposta pode dobrar o valor do Bolsa Família

O valor pago pelo Bolsa Família pode dobrar durante a pandemia de Covid-19 no país. A proposta da deputada Jandira Feghali, que prevê o aumento do benefício, foi aprovado pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, e agora deve passar pelas comissões Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

O objetivo é atender as famílias em situação de vulnerabilidade inscritas no programa, um dos grupos mais afetados pela crise sanitária causada pelo novo coronavírus.

A proposta substitui o Projeto de Lei 681/20, protocolado pela deputada Natália Bonavides. Segundo Feghali, grande parte dos beneficiários do programa estão sem ter como sobreviver devido às restrições impostas para combater a pandemia.

Caso seja aprovado, o valor do Bolsa Família deverá ter acréscimo de 100% pelo prazo de três meses. Confira em quais situações o beneficiário poderá receber dobrado:

Famílias em situação de extrema pobreza: de R$ 89 para R$ 178;

Famílias em situação de pobreza e extrema pobreza com gestantes, crianças de 0 a 12 anos ou adolescentes de até 15 anos de idade em sua composição: de R$ 41 para R$ 82 por pessoa (até 5 por família); e

Famílias em situação de pobreza e extrema pobreza com adolescentes entre 16 e 17 anos de idade em sua composição: de R$ 48 para R$ 96 (até 2 por família).

Ainda não há previsão de análise do texto que dobra o Bolsa Família, nem tampouco para a liberação dos novos valores. Entretanto, o governo federal está focado em reformular o programa e aumentar permanente o valor pago aos inscritos. 

 

RN lidera leilão de compra de energia nova 2021

O estado do Rio Grande do Norte ficou em primeiro lugar no leilão A-3 e A-4 de compra de energia nova 2021. Ao todo foram contratados 350,6 MW em projetos de geração de energia no RN, tendo como principal fonte a eólica. O valor equivale a quase três vezes o contratado para o segundo colocado no leilão, que foi o estado de São Paulo, com 131 MW. A Paraíba ficou na terceira posição, com 100 MW.

Serão investidos R$1.427.253.000 na implantação dos projetos. O preço médio (R$/MWh) no leilão A-3 para fonte eólica foi de R$136,18 (deságio de 24,96%) e A-4 foi 150,70 (deságio 23,89%).

O Rio Grande do Norte possui mais de 22 empresas de geração de energia com projetos em operação, de acordo com boletim divulgado pela Sedec no último mês de março. O RN já concentra 181 empreendimentos em operação, sendo líder nacional em potência instalada, com 5,2 GW. O estado possui ainda 52 empreendimentos em construção (1,8 GW) e outros 78 contratados (3,1 GW), sem contar com os contratos do último leilão.

“Isso fortalece ainda mais nossa posição de líder quanto à produção de energia eólica no país. É resultado das ações de gestão, muito trabalho e planejamento; especialmente, numa área estratégica. Veja bem, isso é fruto de trabalho coletivo de uma gestão que tem foco, e isso denota o comprometimento que temos com o desenvolvimento sustentável do Rio Grande do Norte. Parabenizo, através da Sedec [Secretaria de Desenvolvimento Econômico] e Idema [ Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte], todos os envolvidos em mais esse brilhante trabalho”, disse a governadora Fátima Bezerra.

Vale lembrar que o Governo do Estado já captou, nos seis primeiros meses deste ano, R$ 5.359 bilhões de reais em investimentos contratados para a energia eólica no RN. Este valor representa 64% do total contratado em 2020 – cerca de R$ 8,3 bilhões. Enquanto isso, os investimentos contratados em energia solar fotovoltaica somam R$ 1.211 bilhões desde janeiro de 2021, o que corresponde a 59% do montante captado em 2020. As fontes eólica e solar totalizam mais de R$ 6,5 bilhões captados no primeiro semestre.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, aponta que “14 das maiores empresas do mundo do setor eólico estão aqui”, e que a qualificação profissional, além da geografia privilegiada, é um dos principais atrativos do estado. “Temos aqui cursos voltados especificamente para o mercado eólico e por isso estamos gerando emprego de qualidade. Além disso, formamos um grupo de trabalho, composto por pesquisadores e outros agentes, especialmente focado nas energias renováveis, o que irá potencializar ainda mais este trabalho que estamos desenvolvendo, com incentivos e inovação”, enfatizou.

 

Senai oferta 1,3 mil vagas para cursos gratuitos de qualificação profissional; veja como se inscrever

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Rio Grande do Norte (SENAI RN), integrante do Sistema FIERN, lançou o programa Deslancha, um pacote com 1.330 vagas para cursos de qualificação profissional gratuitos voltados para a retomada da economia.

Os cursos focam nas áreas de gestão, logística, metalmecânica, construção civil, confecção do vestuário, além de tecnologias da informação e comunicação. Eles terão duração média de três meses e serão oferecidos, em sua maioria, na modalidade educação a distância – com aulas ao vivo e gravadas disponíveis no ambiente virtual de Aprendizagem do SENAI.

As inscrições estão abertas no site https: rn.senai.br/gratuidade/.

Vagas

O programa inclui 16 cursos. Seis deles serão realizados de forma presencial com 130 vagas distribuídas entre o Centro de Educação e Tecnologias Aluísio Bezerra, em Santa Cruz, e o Centro de Educação e Tecnologias Flávio Azevedo, em São Gonçalo do Amarante. 

Para Santa Cruz, são 25 vagas para o curso de confeccionador de bolsas de tecido, 20 para o de costureiro industrial de vestuário em malha e 15 para o de eletricista de instalações residenciais. Para São Gonçalo, são 25 para curso de pintor de obras, 20 para o de encanador hidráulico e 25 para a área de impermeabilização de estruturas.

Já na modalidade a distância, oferecida pelo Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), a lista abrange oportunidades de qualificação para atuar como almoxarife, assistente administrativo, operador de telemarketing, desenhista mecânico, desenhista de produtos gráficos – Web Design, instalador e reparador de redes de computadores, assistente de recursos humanos industrial, controlador e programador de produção, assistente de logística e montador e reparador de microcomputadores.

Datas de início e cargas horárias variam, mas a previsão é que as primeiras turmas comecem em 12 de julho.

Deslancha

“Lançamos esse programa com cursos que estão alinhados com a indústria e de olho nos sinais de reaquecimento que o mercado vem emitindo, com previsão de geração de novas oportunidades de trabalho após a crise provocada pela pandemia”, diz o diretor regional do SENAI RN, Emerson da Cunha Batista. E acrescenta: “Deslanchar significa dar a partida, ir para a frente, fazer progredir e é isso o que buscamos oferecer neste momento a quem busca o primeiro emprego, uma recolocação ou que já está trabalhando e querendo evoluir”.

Como reforça Emerson Batista, o lançamento do programa ocorre em um contexto em que o desemprego ainda é alto e a economia ainda está em crise, mas com indicativos de melhora no cenário.

Números das sondagens mais recentes realizadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Federação das Indústrias do RN (FIERN) mostram que as expectativas das empresas para os próximos seis meses são de expansão no emprego. 

Cursos coringa

Rodrigo Mello, diretor do CTGAS-ER e do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis, observa que as áreas incluídas no Deslancha envolvem cursos de “ocupação transversal”, ou seja, “cursos coringa”, com formação de profissionais amplamente demandados pelo setor industrial, independentemente do segmento em que as fábricas atuam.

“Competências como gestão de pessoas, reparação de redes e webdesign, toda a indústria busca. Todas elas têm um setor como esses trabalhando e as oportunidades certamente serão muito maiores em termos de volume para quem se antecipar ao movimento de retomada das contratações e buscar essa qualificação agora”, disse ele.

Seleção

As inscrições seguem até a data de início de cada curso – com possibilidade, porém, de encerramento antes, a depender do preenchimento das vagas, explica a assessora de educação do CTGAS-ER, Rubia Santos.

A seleção será realizada por ordem de inscrição. Para participar, é preciso ter no mínimo 16 anos, ensino médio incompleto, renda familiar de até dois salários mínimos por pessoa, acesso à internet e conhecimentos básicos de informática.

Conhecimentos

Além de transmitir conhecimentos específicos de cada área, os cursos terão parte da carga horária destinada a aulas de Print (Preparação para inserção no trabalho) e de Softskills.

“O Print ensina a como se portar melhor em uma seleção de emprego, a como permanecer nessa vaga e a ter o melhor desempenho possível nessa ocupação”, explica o assessor do SENAI RN, Benilton Medeiros.

“Já softskills atua no sentido do desenvolvimento de competências complementares, capazes de diferenciar o profissional no mercado”, acrescenta, explicando que a trilha de aprendizagem nesse caso se baseia em quatro pilares. A lista inclui as chamadas competências de profissionais 4.0 – em que o estudante vai receber subsídios para desenvolver pensamento crítico e buscar inovações no trabalho – além de ensinamentos sobre inteligência emocional, comunicação e produtividade.

 

Fux prorroga prazo para repasse de 3,5 bi para garantir internet a professores e alunos da rede pública

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, prorrogou por 25 dias o prazo previsto na Lei 14.172/2021 para que a União transfira para os estados e o Distrito Federal R$ 3,5 bilhões para garantir o acesso à internet, para fins educacionais, a professores e alunos da rede de educação básica pública. A constitucionalidade da lei está sendo questionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6926.

Entre os argumentos apresentados, o presidente da República alega que a lei foi aprovada sem respeitar o devido processo legislativo, as condicionantes fiscais para a aprovação de ações governamentais durante a pandemia e o teto de gastos estabelecido pela Emenda Constitucional 95/2016. A ação foi ajuizada com pedido de liminar visando suspender a eficácia da norma até o final julgamento do processo ou, subsidiariamente, até que se implementem as condições orçamentárias adequadas à execução da despesa prevista.

A lei deu prazo até o dia 10/07, 30 dias após a sua publicação, para que a União fizesse o repasse dos recursos, em parcela única, aos estados e ao Distrito Federal. Segundo Bolsonaro, o cumprimento da obrigação dentro desse prazo traria grave repercussão orçamentária, com prejuízo direto a outras ações governamentais em curso para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

Plantão judicial

Na decisão, o ministro Fux destacou que a análise dos autos revela uma série de questões constitucionais complexas, que serão oportunamente objeto de análise pelo relator da ADI 6926, ministro Dias Toffoli, juiz natural da causa. No entanto, no plantão judiciário, o presidente da Corte verificou a necessidade de estender o prazo previsto pela Lei 14.172 (artigo 2º, parágrafo 2º) para evitar a perda do direito alegado pelo chefe do Executivo federal e com intuito de permitir à União a continuidade das providências constitucionais e legais necessárias para o adimplemento da obrigação veiculada na norma.

 Leia a íntegra da decisão.