sexta-feira, 14 de maio de 2021

Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar o auxílio emergencial

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em novembro podem sacar, a partir de hoje (14), a primeira parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 28 de abril.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro podia ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Como será o pagamento

Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo.

É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

 

Golpe do Instagram e WhatsApp: entenda como funciona e saiba como se proteger

Provavelmente você conhece alguém que teve seu número de WhatsApp invadido por criminosos que se passavam pelo proprietário da conta para pedir dinheiro aos seus contatos. Esse golpe não é novo e se renovam a cada dia as formas com que os criminosos encontram para ter acesso ao telefone das vítimas.

Uma nova estratégia para o golpe vem sendo observada entre empresários que possuem os perfis das suas empresas “clonados” no Instagram para chamar a atenção dos usuários e coletar suas informações.

Os golpistas criam um perfil novo com uma pequena diferença no nome em relação ao original, mas utilizam as mesmas fotos para fingir ser a conta oficial da empresa. A partir daí, começam a enviar mensagens privadas para os seguidores oferecendo brindes ou alegando que o cliente ganhou um sorteio. Para receber o prêmio, basta informar um número de WhatsApp. 

Quando conseguem, eles enviam um código de segurança por SMS e pedem que a pessoa o informe. É aí que a conta no aplicativo de mensagens é clonada e eles passam a pedir dinheiro aos contatos da vítima

Como se proteger do golpe?

Existem dois pontos principais que devem ser cuidados, neste caso, conforme orienta o coordenador de pós-graduação em Engenharia de Software da Estácio, Prof. Dr. André Felipe da Silva Guedes.

“Primeiramente, a pessoa deve verificar se o perfil do Instagram com que ela está interagindo é um perfil oficial da marca em questão. Para isso, ela pode confirmar no site oficial da empresa, por exemplo. Outro ponto, é que jamais a pessoa deve compartilhar o seu código de segurança, pois é justamente ele que protege o usuário contra golpes dessa espécie”, explica.

6 dicas para realizar navegações seguras nas redes sociais:

1) Nunca clique em links desconhecidos, pois eles podem ter vírus, causar danos e expor seus dados.

2) Sempre cheque a fonte de seus posts antes de sair compartilhando e clicando em tudo que aparece na tela dos seus dispositivos.

3) Tenha atenção redobrada nas redes sociais de mensagens instantâneas (Whatsapp, Instagram, Telegram). É uma boa prática acrescentar soluções de segurança no celular anti phishing, como a ativação de autenticação em dois fatores.

4) Utilize sempre senhas fortes incluindo letras maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais, habituando-se em trocar de senha a cada 30 dias.

5) Avalie a configuração de privacidade, optando por um perfil privado e só mostre o que você realmente quer para as pessoas com esta permissão.

6) Tenha o cuidado de não clicar em links compartilhados desconhecidos. Se houver dúvida sobre a veracidade do link, recomendo o uso do site www.psafe.com/dfndr-lab/pt-br/, nele você pode facilmente descobrir se o link que recebeu é seguro ou não.

“Hoje é natural as empresas surgirem conectadas em diferentes redes sociais, objetivando sensibilizar e fidelizar as pessoas a sua marca ou produto. É nesta hora que precisamos ficar atentos para não cair em golpes online praticados por cibercriminosos. Proteger informações e seus dados com segurança ao navegar nas redes sociais é fundamental nestes tempos de tanta interação remota associada ao trabalho, estudo e sociabilização.  Por isso, fique atento ao que você anda clicando por aí em suas redes sociais”, finaliza Guedes.

 

Projeto prevê instalação de energia solar em casas populares

Mais uma adaptação sustentável está em tramitação na Câmara Federal. O Projeto de Lei (PL) 1771/21 de autoria da deputada Edna Henrique (PSDB) quer determinar que casas populares tenham sistema de captação de energia solar.

De acordo com a deputada, tornar a energia gerada mais barata, gerar economia de até 95% na conta de luz, dentre outros benefícios, a motivaram a apresentar o PL.

“Podemos citar também o investimento em energia limpa, ausência de impacto ambiental, baixo custo de manutenção, possibilidade de implantação de forma distribuída e criação de empregos. As pessoas usam o sol como fonte de energia e calor há milhares de anos, mas o avanço da tecnologia nos permite aproveitar ainda mais e melhor essa fonte de energia. Além da economia que o sistema proporciona, iremos contribuir para a sustentação do meio ambiente, deixando de produzir milhares de gases e economizando água, que é a principal fonte para gerar energia elétrica”, disse Edna.

Ainda de acordo com a deputada, a Paraíba é um exemplo a ser seguido pelo uso de energia solar. “Investir em energia solar significa valorizar cada vez mais as nossas riquezas naturais, e a nossa Paraíba vem desenvolvendo um trabalho bastante eficaz nesse sentido com fomentação de empregos e benefícios ao consumidor”, afirmou.

O projeto informa que o custo de implantação de sistemas de geração de energia solar vem caindo dramaticamente nos últimos anos. De 2010 para 2020, estima-se que a redução nos preços desses equipamentos tenha sido de 86%1 . Não por menos, espera-se que, somente em 2021, a capacidade de geração de energia a partir de fontes solares no Brasil cresça 68% frente ao ano de 2020, passando de 7,46 GW para 12,56 GW2 .

 

terça-feira, 11 de maio de 2021

Editoras da UFRN e do IFRN realizarão concurso literário


 A 3ª edição do Concurso Literário Américo de Oliveira Costa, promovida pelas editoras da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), terá seu período de inscrição aberto entre 15 de maio e 15 de agosto e contará com as categorias conto, poesia e romance.

De acordo com os organizadores, Cada proposta deve ser inédita, isto é, não pode ter sido publicada ou veiculada antes do período de inscrição e nem até a divulgação do resultado do concurso. As submissões serão recebidas exclusivamente pelo e-mail concursoliterario.americo@gmail.com, junto a uma Ficha de Identificação, contida no Edital nº 01/2021-EDUFRN/EDIFRN. O arquivo completo do edital está no site da EDUFRN, na aba Documentos > Editais.

Estão aptos a participar do concurso escritores norte-rio-grandenses, residentes em qualquer município do Rio Grande do Norte, bem como aqueles que moram no estado há, no mínimo, dez anos. Cada candidato poderá enviar até três propostas na categoria conto; até quatro propostas na categoria poesia; até uma proposta na categoria romance. Critérios como adequação linguística e às características de cada gênero literário, bem como qualidade literária, criatividade e inovação serão considerados durante a seleção das propostas.

Todas as obras escolhidas serão publicadas pela EDUFRN e coeditadas pela EDIFRN. Ao todo, 15 contos e 40 poesias irão compor dois e-books, além disso, apenas um romance será selecionado para produzir um livro digital. A divulgação do resultado final do concurso está prevista para 15 de dezembro de 2021.

segunda-feira, 10 de maio de 2021

Governo do RN realiza lançamento do Concurso Guia de Turismo Virtual

Entendendo a importância da categoria dos Guias de Turismo para o desenvolvimento da atividade turística, a Secretaria de Turismo do Estado (Setur/RN) e a Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) realizam na segunda-feira (10), às 14h, o lançamento do Concurso Guia Virtual, ação inédita que irá selecionar roteiros turísticos virtuais do Estado do Rio Grande do Norte.

A cerimônia acontecerá em formato virtual, e contará com a presença da Governadora Professora Fátima Bezerra, a Secretária de Turismo do Estado Aninha Costa e o presidente do Sindicato dos Guias de Turismo do RN (Singtur/RN), Júnior Lima, além de outras entidades representativas do trade.

“Estamos sempre pensando e executando políticas públicas para fomentar o setor, especialmente nesse momento delicado pelo qual o mundo inteiro está atravessando, causado pela pandemia do Coronavírus. A premiação será em dinheiro para auxiliar essa categoria, por isso contamos com a adesão dos nossos guias e sabemos que roteiros incríveis serão produzidos em todo o Estado”, afirma a Secretária de Turismo, Aninha Costa.

Para o presidente do Sindicato dos Guias de Turismo do RN (Singtur/RN), Júnior Lima, a expectativa gerada pela ação na categoria é boa. “Alguns já trabalham nesta área de fotos e filmagens, os demais, pelas práticas diárias em filmar e fotografar seus passageiros, estão bem ansiosos e confiantes para participarem deste concurso”, pontua.

O valor total da premiação chegará a R$ 80.000,00; e 32 guias de turismo, com cadastro ativo no Cadastur, serão premiados. As inscrições poderão ser feitas online a partir de amanhã (11) até o dia 20 de maio, por meio de link disponível no site da Emprotur.

 

Fungo raro e agressivo ‘mutila’ pacientes de Covid na Índia

Na manhã de sábado, Akshay Nair, um cirurgião de olhos de Mumbai, na Índia, estava esperando para operar uma mulher de 25 anos que havia se recuperado de Covid-19 três semanas antes. Dentro da sala de cirurgia, a paciente diabética já estava sendo submetida a outro procedimento, por um otorrinolaringologista.

Ele havia inserido uma cânula em seu nariz e estava removendo tecidos infectados com mucormicose, uma infecção fúngica rara, mas perigosa. Essa doença agressiva afeta o nariz, os olhos e, às vezes, o cérebro. Depois que seu colega terminasse, Nair realizaria uma cirurgia de três horas para remover o olho do paciente. “Vou remover o olho para salvar a vida dela”, explica ele à BBC.

 

Trabalhadores nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em julho podem sacar, a partir de hoje (10) a primeira parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 20 de abril.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro podia ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Regras

Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.


 

domingo, 9 de maio de 2021

Auxílio emergencial: saques voltam nesta segunda; veja o calendário da semana

A Caixa Econômica Federal libera a partir desta segunda-feira (10) os saques da primeira parcela do novo  auxílio emergencial para nascidos em julho, agosto, setembro, outubro e novembro. Os valores para retirada variam entre R$ 150 e R$ 375, a depender do grupo em que os beneficiários se encaixam.

O benefício poderá ser sacado em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal ou lotéricas. É possível ainda fazer a movimentação do dinheiro por meio do aplicativo Caixa Tem .

Bolsa Família

Para os beneficiários do Bolsa Família , o pagamento do auxílio ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, de acordo com o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). Nesse caso, o auxílio só será pago quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Em maio, os pagamentos para beneficiários começam apenas no dia 18, com os que têm NIS de final 1. O último dia previsto é o último, 31, quando sacam os beneficiários com NIS terminado em 0. Confira o calendário completo:

NIS de final 1: 18 de maio;

NIS de final 2: 19 de maio;

NIS de final 3: 20 de maio;

NIS de final 4: 21 de maio;

NIS de final 5: 24 de maio;

NIS de final 6: 25 de maio;

NIS de final 7: 26 de maio;

NIS de final 8: 27 de maio;

NIS de final 9: 28 de maio; 

NIS de final 0: 31 de maio.

 

14º salário do INSS: Senador defende liberar benefício para aposentados e pensionistas


Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão começar a receber a primeira parcela do 13º salário no dia 25 de maio. Mas com essa liberação, o senador Paulo Paim (PT-RS) voltou a propor a criação de um 14º salário também para os beneficiários do INSS.

O Projeto de Lei n° 3657, de 2020, de autoria do próprio senador do PT propõe destinar R$ 42 bilhões para o benefício. O parlamentar argumenta que entre as cidades brasileiras, 64% dependem da renda dos benefícios pagos pelo instituto da previdência.

De acordo com o divulgado pela revista Veja, uma audiência pública para discutir o assunto já foi solicitada por Paim para acontecer nas próximas semanas. O parlamentar deve se reunir com representantes da sociedade, nas próximas semanas, para pressionar o andamento do PL.

Pagamentos do 13º salário do INSS

Os segurados que recebem até um salário mínimo vão ganhar o 13º salário entre os dias 25 de maio e 8 de junho, conforme o número final do benefício, sem levar em consideração o dígito verificador. Já a segunda parcela deve ser paga entre 24 de junho e 7 de julho.


Quem recebe renda mensal acima do salário mínimo, os pagamentos serão liberados entre 1° e 8 de junho. E a segunda parcela será depositada entre 1º e 7 de julho.


Calendário para até salário mínimo (até R$ 1.100)


Final do NIS Maio: 1ª parcela Junho: 2ª parcela

1 25 de maio 24 de junho

2 26 de maio 25 de junho

3 27 de maio 28 de junho

4 28 de maio 29 de junho

5 31 de maio 30 de junho

6 01º de junho 01º de julho

7 02 de junho 02 de julho

8 04 de junho 05 de julho

9 07 de junho 06 de julho

0 08 de junho 07 de julho

Calendário para acima de um salário mínimo (acima de R$ 1.100)

Final do NIS Maio: 1ª parcela Junho: 2ª parcela

1 e 6 01º de junho 01° de julho

2 e 7 02 de junho 02 de julho

3 e 8 04 de junho 05 de julho

4 e 9 07 de junho 06 de julho

5 e 0 08 de junho 07 de julho

UFRN divulga prazo final da 2ª Chamada do SiSU

Os candidatos que manifestaram interesse em compor a lista de espera da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e foram convocados na 2ª Chamada do Sistema de Seleção Unificada (SiSU-2021) devem efetuar o envio eletrônico da documentação no dia 10 de maio, prazo final para submissão de documentos, pelo Portal SIGPS.

Na 2ª Chamada do SiSU-2021, foram convocados os aprovados dentro das vagas, além dos candidatos suplentes, que irão compor o cadastro reserva, de acordo com as regras estabelecidas no edital. O candidato suplente que não enviar a documentação para cadastramento não participará do cadastro reserva e não será convocado para ocupar vagas ociosas, caso surjam. Nessa perspectiva, os convocados que não fizeram a submissão de documentos nos dias 5 e 6 de maio poderão fazê-la no dia 10 de maio.


Já os estudantes que submeteram a documentação e receberem e-mail com todos os documentos obrigatórios constando como “validado” não precisam realizar mais nenhuma operação. Até sexta-feira, 14 de maio, o cadastro será efetivado e a comunicação ocorrerá por e-mail.

Quem submeteu a documentação e receber e-mail com algum documento constando como “negado” precisa verificar a observação associada à negativa e retificar o documento no dia 10 de maio. Já os candidatos que não receberem e-mail devem consultar sua caixa de “spam”. Caso não encontrem a comunicação, podem acessar o Portal SIGPS e consultar o status da submissão. A análise dos documentos, pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), ocorrerá até domingo, 9 de maio.

Vagas

Do total de 7.106 vagas disponibilizadas na primeira chamada, cerca de 71% foram preenchidas. Dessa forma, aproximadamente, 2 mil vagas deverão ser ocupadas pelos estudantes da lista de espera, obedecendo a ordem de classificação, desde que tenham enviado a documentação no período definido para cadastro. A convocação da 2ª Chamada e todas as informações sobre o SiSU na UFRN estão disponíveis no site SiSU-UFRN.

 

Governo garante crédito para micro, pequenas e médias empresas

O presidente da República, Jair Bolsonaro, encaminhou nessa quinta-feira (6) ao Senado Federal mensagem para a apreciação de uma operação de crédito externo a ser contratada entre o BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, e o BID, Banco Interamericano de Desenvolvimento, com garantia da União no valor de até 750 milhões de dólares.

Os recursos serão destinados ao Programa Global de Crédito Emergencial BID-BNDES de Financiamento às micro, pequenas e médias empresas para a Defesa do Setor Produtivo e o Emprego.

O objetivo do programa é apoiar a sustentabilidade financeira das empresas e a sobrevivência delas no contexto atual, diante dos desafios impostos pela crise econômica provocada pela Covid-19.

As micro, pequenas e médias empresas estão com dificuldade para manutenção da produção, distribuição e consumo de bens e serviços, assim como do emprego e da geração de caixa para a continuidade do negócio.

A soma de 750 milhões de dólares do BID implica um aporte de 150 milhões de dólares por parte do BNDES, elevando o volume de recursos a 900 milhões de dólares. A quantia equivale a cerca de 5 bilhões de reais.

 

Órgãos públicos pedem adiamento da nova política do WhatsApp

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacom) e o Ministério Público Federal (MPF) recomendaram ao Facebook que adie a adoção da nova política de privacidade do WhatsApp, aplicativo controlado pela empresa.

O início da vigência das novas regras está previsto para 15 de maio. Os órgãos públicos argumentam que sugestões propostas pelas instituições não foram acolhidas nos novos termos.

O WhatsApp anunciou a atualização de sua política de privacidade em janeiro. Com as novas regras, o WhatsApp vai passar a compartilhar dados com usuários do Facebook. Aqueles que não aceitarem as novas regras, não poderão mais utilizá-lo. As informações disponibilizadas, pouco específicas, segundo os órgãos governamentais, indicaram que haveria a coleta e compartilhamento com o Facebook de dados, contas comerciais e de interações.

Os órgãos públicos defendem, por exemplo, que os usuários não sejam proibidos de usar determinados recursos caso decidam não aderir à nova política. Outro ponto defendido é que o grupo não faça qualquer tipo de compartilhamento ou tratamento de dados de usuários do aplicativo de mensagens com o Facebook a partir da nova política.

Conforme o documento, as autoridades entendem que a alteração nas novas regras de privacidade pode trazer prejuízos ao direito à proteção de dados dos usuários. 

A ANPD apresentou sugestões de mudança nas novas regras para “maior transparência quanto às bases legais, finalidades de tratamento, direitos  dos titulares, tratamento de dados pessoais sensíveis e de crianças e adolescentes, e o reforço de salvaguardas de segurança e privacidade”.  

Outro problema identificado pelos órgãos públicos, seria a falta de transparência e de clareza acerca de quais dados serão coletados. “Sob  a  ótica  da  proteção  e defesa do consumidor, essa ausência de clareza dos termos de uso e da política  de privacidade também pode se traduzir em publicidade enganosa e abusiva, em violação aos arts. 31, 37, 38, 39, caput, do CDC [Código de Defesa do Consumidor], pois a oferta contratual constante dos termos de uso e da política de privacidade não dariam conta da dimensão exata do custo não precificado de uso do serviço pelo consumidor”.

Do ponto de vista concorrencial, o documento das autoridades aponta que a mudança na política de privacidade pode configurar abuso de posição dominante “por impor o rompimento da continuidade de prestação de serviço  essencial de comunicação aos seus usuários em razão de recusa em submeterem-se à condição imposta de compartilhamento obrigatório de dados  com a empresa Facebook e seus parceiros”.

WhatsApp

Em nota, o WhatsApp declarou que passou os últimos meses fornecendo informações sobre a atualização, que vale para todos os cidadãos do mundo. “Neste período, a maioria das pessoas que já foi notificada aceitou a atualização e o WhatsApp continua crescendo. Porém, aqueles que ainda não tiveram a chance de aceitar a atualização não terão suas contas apagadas ou perderão a funcionalidade no dia 15 de maio. A empresa continuará enviando lembretes para estes usuários dentro do WhatsApp nas próximas semanas”, diz o comunicado.

Agência Brasil

 

Sinal digital de TV já chega a 90% dos brasileiros

Em continuidade à iniciativa criada em 2014 no leilão do 4G, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Ministério das Comunicações planejam, até 2023, desligar completamente o sinal analógico de transmissão de televisão aberta no Brasil. A ação visa liberar a frequência que é usada para a transmissão da internet 4G, que terá o alcance ampliado nacionalmente juntamente com o leilão de novas frequências para a internet 5G.

“A introdução de novas tecnologias no espectro eletromagnético leva ao procedimento que é chamado de limpeza de faixa. Temos um serviço que ocupa a faixa e, para que o novo seja implementado, o antigo precisa sair. No 4G, tivemos que limpar a faixa de 700 megahertz (MHz). Agora, no 5G, precisamos limpar a faixa de 3,5 gigahertz (GHz)”, explicou o secretário de Radiodifusão do Ministério das Comunicações, Maximiliano Martinhão.

Uma das faixas citadas por Martinhão, a de 700 MHz, é ocupada atualmente pelo sinal analógico de televisão aberta em áreas onde o 4G ainda não está implementado. Segundo dados do Ministério das Comunicações, cerca de 10% da população brasileira ainda usa o serviço – algo que o programa Digitaliza Brasil busca zerar até o prazo estabelecido pela Anatel.

A outra faixa, de 3,5 GHz, é atualmente utilizada por satélites para transmitir o sinal de TV aberta para antenas parabólicas. Essa frequência sofrerá migração da chamada Banda C para a nova Banda Ku, e será futuramente ocupada pelo sinal do chamado 5G standalone, ou 5G puro. O Ministério das Comunicações estima que haja 20 milhões de parabólicas em uso no Brasil.

Digitaliza Brasil

Para garantir o direito constitucional dos brasileiros ao sinal aberto de televisão, o programa Digitaliza Brasil foi criado pelo governo para resolver os impasses trazidos pela transição do analógico para o digital.

Segundo o edital do leilão do 5G, as empresas que tiverem lances vencedores nas frequências terão, como contrapartida, que arcar com os custos de transição para famílias de baixa renda que forem dependentes dos serviços atuais para captar sinais.

O governo federal também paga parte do custo de transição. Segundo o Ministério das Comunicações, recursos públicos estão sendo empregados para levar o chamado kit de conversão a mais de 1,6 mil municípios. “Famílias credenciadas em programas de assistência do governo também vão receber, sem custo, o kit de conversão”, afirmou Maximiliano Martinhão.

Brasil: referência na transição

Martinhão avalia que, apesar dos números altos de famílias e residências que ainda usam as tecnologias de recepção de sinal ultrapassadas, as ações brasileiras durante o processo de transição do sinal analógico para o digital são exemplares e cumpriram os prazos estabelecidos de maneira harmoniosa, sem prejuízo para a população.

“Com a interação construída pelo Ministério das Comunicações e a Anatel entre o setor de telecomunicações e o setor de radiodifusão, conseguimos realizar o desligamento de maneira tranquila, não tivemos qualquer dificuldade. Com o aprendizado que temos, não tenho dúvidas de que continuaremos como exemplo para o mundo”, afirmou o secretário em relação ao desligamento dos 10% restantes.

Martinhão afirmou que os mecanismos de investimento para custear a transição total do analógico para o digital estão presentes nos termos do leilão 5G, assim como os prazos estabelecidos.

Famílias cadastradas no CadÚnico que declararam televisores analógicos em casa poderão agendar a retirada dos kits pela internet pelo portal criado pela Anatel.

 

sexta-feira, 7 de maio de 2021

Cepa descoberta no Rio tem potencial de contágio e letalidade desconhecidos

Descoberta pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) na quinta-feira (6), a nova variante do coronavírus, encontrada em 11 dos 92 municípios fluminenses, segue em estudo por pesquisadores, que querem descobrir se ela é pode ser mais transmissível ou letal que as outras 34 já em circulação pelo estado.

Ela foi batizada como P.1.2, por ter uma mutação ocorrida em relação à P.1, descoberta em Manaus e que se tornou prevalente no Rio de Janeiro e em outros estados.  A principal mutação apresentada, segundo a pesquisa, é a A2622, na proteína S.

Líder do estudo, a pesquisadora Ana Tereza Vasconcellos, do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, explica as próximas etapas do estudo. 

“Ainda não sabemos se essa é uma variante mais contagiosa ou letal. Isso ainda vai levar tempo, porque ainda precisamos isolar o vírus, infectar as células, é um processo laboratorial, que vai durar algumas semanas. É um procedimento que estamos fazendo em parceria com outros laboratórios e institutos”, afirmou a especialista à CNN

Para a pesquisadora, não é possível garantir que a P.1.2 tenha os mesmos graus de transmissibilidade e letalidade que a P.1, apenas por ter sido originada dela. “É cedo para saber, isso ainda precisa ser estudado. Por isso, é necessário manter todos os cuidados feitos até então”, concluiu. 

De acordo com o sequenciamento genético conduzido pela SES, a P.1.2 já responde por 5,85% dos casos registrados no estado e é a segunda mais frequente, atrás apenas da P.1, que responde por 91,49% das ocorrências. A P.2, que era prevalente antes da chegada da cepa de Manaus, responde, atualmente, por apenas 0,52%. 

Esses números são oriundos de análises de genomas feitas pelo Laboratório Central Noel Nutels (Lacen/RJ), entre os dias 24 de março e 16 de abril. No estado, ela foi localizada no Norte  Fluminense, na Região Metropolitana e na Baixada Litorânea (Região dos Lagos).

 

Aprovado projeto que prorroga suspensão de pagamentos ao Fies

O Plenário aprovou a suspensão dos pagamentos ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até 31 de dezembro deste ano, por causa dos prejuízos econômicos causados pela pandemia.

Para o relator do projeto (PL 1.133/2021), senador Dário Berger (MDB-SC), a prorrogação ajudará a manter os vínculos de estudantes com as instituições de ensino.

O FIES é o Fundo de Financiamento Estudantil, um programa do Ministério da Educação (MEC) que ajuda universitários de baixa renda a pagar as mensalidades de cursos presenciais em faculdades privadas.

Fonte: Agência Senado